Web Rádio PCN - Quase um ano e meio depois da última intervenção, prefeitura manda limpar a rua da Gameleira

Quase um ano e meio depois da última intervenção, prefeitura manda limpar a rua da Gameleira

Da redação da Rádio PCN

A última limpeza realizada na conhecida Rua da Gameleira, na Zona Norte da cidade, aconteceu no início do ano de 2017, quando a atual Administração tomou posse, entrou ‘quente’ e parecia querer mostrar serviço. “Mas foi só um fogo de palha”, disse um descrente morador ao ver que retornaram nesta quarta-feira, 09/05, quase um ano e meio depois da última intervenção no local.

Com a situação calamitosa e insustentável, o mato alto já tomava conta de toda a via e gerando desconforto, principalmente para usuários e moradores. Outro fato recorrente nesta época do ano são as queimadas, o que na Rua da Gameleira não é exceção.

A ação desta semana parece ter acontecido devido a insistente cobrança do vereador Rodrigo Pfister de Carvalho (PRB) que, em todas as reuniões legislativas, tem cobrado uma posição quanto a limpeza da rua. Na última sessão, ocorrida na segunda-feira, 07 de maio, o edil, já farto de não estar sendo ouvido, disparou. “Queria saber quando é que vão limpar a Rua da Gameleira? Gente, o pessoal lá está abandonado à própria sorte! O que é isso? Me ajuda aí? Eles são pagadores de impostos e merecem também os benefícios do poder público. Se demorarem muito em limpar a rua, eu vou convocar os moradores de lá e vamos fazer uma manifestação, porque já virou brincadeira isso!”.

O que leva a crer é que, ao tomar ciência da insatisfação, tanto do vereador, quanto dos moradores, a prefeitura se prontificou nesta quarta-feira, e a empresa contratada VINA já se encontrava no local, procedendo cortes de arbustos, carpina e limpeza em geral. Um belo trabalho por sinal.

O PODER AINDA EMANA DO POVO

A Constituição Cidadã de 5 de outubro de 1988 declara no parágrafo único do art. 1º, que todo o poder emana do povo, que o exerce por meio dos seus representantes ou diretamente, nos termos desta Constituição. Em outras palavras, é a força do Estado brasileiro a força do seu povo que, por meio de uma democracia representativa, outorga à determinados membros da sociedade a incumbência de gerir a coisa pública e toda a ordem de interesses da coletividade.

Que a limpeza não só da Rua da Gameleira, como de toda a cidade, aconteça de forma perene e bem feita, afinal a população espera que seus impostos pagos sejam revertidos em bem estar social. Não é exigir muito!