Web Rádio PCN - Ex-vice-prefeito concede entrevista à Rádio PCN sobre a inauguração da nova ETE

Ex-vice-prefeito concede entrevista à Rádio PCN sobre a inauguração da nova ETE

Redação da Rádio PCN

Foto: Ricardo de Carvalho

No dia de hoje, 25, o ex-vice-prefeito Dr Wellington Rodrigues Roque, falou à Rádio PCN sobre essa grande conquista para a população de Arcos – que foi a inauguração da nova Estação de Tratamento de Esgotos da cidade, erguida às margens da MG-170, km 57, sentido Lagoa da Prata.

Obra orçada em mais de 20 milhões de reais, a nova ETE de Arcos foi um somatório de forças das administrações municipais, junto da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba), com recursos do governo federal.

A ETE e o sistema de coleta de esgoto associado a ela beneficiarão 35 mil pessoas e contribuirão para a despoluição do Córrego dos Arcos. O sistema de esgotamento implantado em Arcos é composto por 4.500 metros de emissários de esgoto; estrutura de tratamento preliminar; estação elevatória e estação de tratamento. A ETE possui oito lagoas anaeróbicas, duas lagoas de polimento e maturação e uma lagoa facultativa – essas estruturas serão usadas na rotina de tratamento dos esgotos. O sistema foi planejado para comportar o tratamento de esgoto do município por mais de 20 anos.

Opinião

Palavras do ex-vice-prefeito, Dr Wellington Roque – “Hoje, nossa cidade viveu um momento muito especial, com a inauguração da nova Estação de Tratamento de Esgoto - ETE. Enquanto vice-prefeito, pude colaborar e acompanhar de perto, a execução dessa pujante obra, orçada em mais de R$20 milhões. Sem dúvida, uma grande conquista de todos nós! Um importante passo na preservação do meio ambiente, na melhoria da saúde coletiva, na qualidade de vida e do bem estar da população”.

Ele lembra ainda que essa conquista foi moldada por várias mãos. “Cada Administração teve o seu papel fundamental nesse longo processo. Diante dos benefícios gerados por esse sistema de esgotamento sanitário, principalmente para os moradores da Zona Norte da cidade, vejo que as vaidades dos homens públicos devam ser deixadas de lado, e entendo que nossa população seja protagonista e merecedora de todo esse trabalho”.