Web Rádio PCN - Secretaria de Saúde de Arcos prorroga campanha de vacinação contra Influenza A (H1N1)

Secretaria de Saúde de Arcos prorroga campanha de vacinação contra Influenza A (H1N1)

Asscom/Prefeitura

O Governo de Arcos, por meio da Secretaria municipal de Saúde, prorrogará até o dia 15 de junho a Campanha de Vacinação Contra o Influenza A (H1N1). De acordo com a responsável pela imunização em Arcos, Ângela Margareti, a meta era vacinar 90% do público alvo de 23 de abril a 1° de junho, mas até o momento apenas 70% do público foi vacinado.

Segundo dados do setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, em Arcos cerca de 9 mil pessoas compõem o grupo prioritário e a meta era vacinar 90% deste público. Mas os dados revelam que até o momento 80% dos idosos foram vacinados, as gestantes somam 78%, as mulheres com até 45 dias após parto totalizam 79% e as crianças de seis meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias somam 47%, um total de apenas 70% do público alvo. As demais pessoas que compõem o grupo prioritário também estão sendo vacinadas, mas não são somadas à meta.

Com a prorrogação da campanha, a Secretaria de Saúde espera alcançar a meta. “Estamos estendendo o prazo para podermos alcançar a nossa meta. Aproveitamos para chamar a atenção das pessoas que compõem o grupo prioritário para que compareçam as unidades e vacinem-se. Pais, fiquem atentas e levem seus filhos para que sejam imunizados. Juntos poderemos alcançar a meta”, ressaltou Ângela Margareti.

A vacinação ocorre em todas as Unidades de Saúde da Cidade, e na unidade da Ilha, de 8h às 11h e de 13h às 16h, com exceção apenas da Fumusa, que é a unidade responsável por distribuir as vacinas para os PSF’s.

Ações

Na manhã desta quarta-feira, 30, uma equipe da Secretaria de Saúde foi até a BR-354, onde os caminhoneiros se encontram em paralisação, e vacinaram 180 pessoas que compõem o grupo prioritário. No dia 12 de maio foi realizado o ‘Dia D’ de vacinação em todas as unidades de saúde do município e 435 pessoas foram imunizadas.

Para se vacinar, o paciente deverá comparecer ao posto de saúde mais próximo da residência, portando o cartão de vacinação. Quem for portador de doença crônica precisa levar também a prescrição e o laudo médico informando todos os detalhes da doença.